Quais filósofos falam sobre o amor?

Quais filósofos falam de amor?

Aristóteles

“O amor é composto de uma única alma habitando dois corpos.” – Aristóteles. “O amor é uma tela fornecida pela natureza e bordada pela imaginação.” – Voltaire. “Não há remédio para o amor a não ser amar mais.” – Henry David Thoreau. “Talvez alguém não queira ser amado tanto quanto ser compreendido.” – George Orwell.

Qual filósofo defende o amor?

Sócrates

Para desconcerto geral, Sócrates define o amor como sendo a busca da beleza e do bem. E sendo assim, ele mesmo não pode ser belo nem bom. Quem ama, deseja algo que não tem. Quando se tem, não se deseja mais, ou se se deseja, deseja manter no futuro, o que significa que não o tem.
Em cache

O que é o amor para Nietzsche?

O amor não é outra coisa que um derramamento, uma espécie de luxo e de dádiva daquilo que cada indivíduo conquistou por e para si mesmo e quer partilhar, alegremente, com um outro. Nesse caso, não há nada de carência, mas muito pelo contrário, de plenitude. Quanto mais pleno de si, mais capaz de amar será um indivíduo.
Em cache

O que é o amor para Sócrates?

Para Sócrates, o amor é um processo de busca pela beleza, sabedoria e virtude. Ele acreditava que o amor era uma forma de ascender a um estado mais elevado de conhecimento e compreensão, e que era a partir desse processo que poderíamos alcançar a verdadeira felicidade e realização.

O que é o amor para Platão?

Para o filósofo grego Platão, o amor era algo essencialmente puro e desprovido de paixões, ao passo em que estas são essencialmente cegas, materiais, efêmeras e falsas. O amor seria um agente de transformação e ordenação do mundo.

O que é o amor para Shakespeare?

Amor & Filosofia Cultural – William Shakespeare

“De almas sinceras a união sincera Nada há que impeça: amor não é amor Se quando encontra obstáculos se altera, Ou se vacila ao mínimo temor.

O que é amor para Karl Marx?

38), concordando com Marx, o amor é uma afirmação da humanidade: “Se a humanidade não tivesse o amor, sentir-se-ia roubada, deserdada e desgraçada”.

O que é o amor para Freud?

Relação entre o objeto e o amor

Segundo Signorini comenta, neste livro Freud indica que o amor é o estado que o sujeito atinge quando se sente igual à outra pessoa por quem se apaixona. “Ou seja, ao amar o sujeito passa a escolher um ideal que ele nunca conseguirá ter”, explica Signorini.

O que é o amor para Aristóteles?

A segunda definição é o amor Filos. Esse é defendido por Aristóteles como um amor vinculado à ideia de alegria. Amar alguém é sentir-se alegre com a pessoa que você divide a vida e os sentimentos. Significa que o amor só existe quando faz o casal feliz.

O que é o amor para Schopenhauer?

Schopenhauer acreditava que o amor era um mal necessário. O erro estaria em esperar demais dele e acreditar que só amamos uma vez na vida. “Para ele, o amor era terrível, instável, dilacerante, mas fundamental.

Qual é a frase mais famosa de Shakespeare?

Frases de William Shakespeare

  • “Ser ou não ser, eis a questão.” (Hamlet)
  • “Há mais coisas entre o céu e a terra, Horácio, do que sonha a nossa vã filosofia.” (Hamlet)
  • “O mal que um homem faz vive após ele. …
  • “Os covardes morrem muitas vezes antes de sua verdadeira morte; os valentes provam a morte só uma vez.” (Júlio César)

Qual a melhor frase de William Shakespeare?

  • Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te. William Shakespeare. …
  • Ó beleza! …
  • Todo mundo é capaz de dominar uma dor, exceto quem a sente. …
  • Os homens de poucas palavras são os melhores. …
  • É preferível suportar os males que temos do que voar para aqueles que não conhecemos.

Como Platão explica o amor?

Para o filósofo grego Platão, o amor era algo essencialmente puro e desprovido de paixões, ao passo em que estas são essencialmente cegas, materiais, efêmeras e falsas. O amor seria um agente de transformação e ordenação do mundo.

O que é o amor Santo Agostinho?

Para Agostinho, a verdadeira felicidade tem origem no amor, o homem feliz possui amor em seu coração, estando a sua raiz em Deus. Portanto, cabe ao homem amar a Deus acima de todas as coisas, residindo aí o verdadeiro amor, que faz do homem um ser justo e feliz.

O que é o amor para Lacan?

12), ao falar sobre o amor, Lacan nos diz ser este uma paixão ignorante do desejo, impotente e recíproco, pois "ignora que é apenas o desejo de ser Um, que nos conduz ao impossível de estabelecer a relação dos dois sexos" (Ibid., p.

Como Erich Fromm define o amor?

Para Fromm, o amor é visto como uma atividade interna do ser que ama. A questão, sobretudo, não deveria ser a preocu- pação em ser amado(a), mas, antes disso, o sujeito deveria se preocupar em amar.

Em que obra Platão fala sobre o amor?

Eros, o Amor, é o tema do diálogo “O Simpósio”, mais conhecido como “O Banquete”, obra do grande filósofo que foi Platão.

O que Nietzsche pensava sobre a amizade?

A amizade é seu transbordamento. Espraia essa alegria por estar transbordante dela. E esta é uma virtude da relação amical, a partilha da alegria, tema do último capítulo de Para uma ética da amizade em Friedrich Nietzsche.

Similar Posts