O que os filósofos dizem sobre a violência?

O que os filósofos falam sobre a violência?

“A violência, seja qual for a maneira como ela se manifesta, é sempre uma derrota.” – Jean-Paul Sartre. O filósofo e crítico francês, Jean-Paul Sartre, é considerado um dos maiores pensadores do século 20 e um dos expoentes da ideia do “existencialismo”, que visava a liberdade individual do ser humano.

O que é violência para Rousseau?

A violência é produto humano, instaurando a sociedade. Tem seus aspectos positivos, quando coloca limites e faz funcionar a coesão social; ou aspectos negativos, quando instaura a exploração do homem, gera desigualdades e provoca danos físicos, psicológicos e de limitação de liberdade do outro.
Em cache

O que é violência para Émile Durkheim?

O sociólogo Emile Durkheim afirmou que a violência devia ser analisada sob a perspectiva de fato social, decorrente de fatores como a desigualdade, condições financeiras e sociais, e seu uso provém da necessidade de poder que os indivíduos de uma determinada realidade têm.

O que é violência Segundo alguns autores?

A violência é compreendida como um problema de saúde pública e pode ser definida como Mi- nayo e Souza (1998) o fizeram: Qualquer ação intencional, perpetrada por indivíduo, grupo, instituição, classes ou nações dirigida a outrem, que cause prejuízos, danos físicos, sociais, psicológicos e (ou) espirituais.

O que Sartre diz sobre violência?

Segundo Jean Paul Sartre, importante filósofo, “a violência, seja ela qual for a maneira que se manifesta, é sempre uma derrota. Nesse sentido, observa-se no Brasil, um gritante abismo de desigualdades entre as classes sociais, que favoreceu, ao longo dos anos, para o crescimento da violência urbana.

O que Aristóteles fala sobre violência?

Com base na idéia aristotélica, podemos dizer que a violência é uma ação contrária à natureza humana, que é inclinada para o bem e, quando age violentamente, priva-se do bem para o qual é inclinada.

Como Pierre Bourdieu define a violência?

Para Bourdieu (1998) violência simbólica, é vista como a forma de coação que se apoia no reconhecimento de uma imposição determinada, seja esta econômica, social ou simbólica.

Qual foi a teoria de Jean-Jacques Rousseau?

Rousseau é filósofo iluminista precursor do romantismo no Séc. XIX, e apesar de ser iluminista, era um crítico ao movimento. Sendo característico do iluminismo, pensava que a sociedade havia pervertido o homem natural que vivia harmoniosamente com a natureza, livre de egoísmo, cobiça, possessividade e ciúme.

O que é violência para Weber?

A violência é um instrumento necessário de imposição da ordem jurídica do soberano e o princípio motor das relações sociais. Nas democracias ocidentais, ela é tida como mal necessário (WEBER, 1984).

O que é violência para Freud?

Nesse sentido, nos parece justificado apontar o fato de a violência poder eclodir como um gozo sem mediação, que, no excesso, busca a aniquilação do outro e o rompimento dos laços sociais. Como sustenta Freud, ao dizer que a violência é a antítese da civilização (FREUD, 1974[1929-1930]).

O que é violência Segundo a ONU?

A ONU define violência como (a tradução é minha): “o uso intencional de força física ou poder, por ameaça ou ação, contra si mesmo, outra pessoa ou um grupo ou comunidade, que resulta ou tem alta probabilidade de resultar em ferimento, morte, sofrimento psicológico, mal desenvolvimento ou privação”.

O que é violência citação?

A violência destrói o que ela pretende defender: a dignidade da vida, a liberdade do ser humano. A violência não é força, mas fraqueza, nem nunca poderá ser criadora de coisa alguma, apenas destruidora. Eu sou contra a violência porque parece fazer bem, mas o bem só é temporário; o mal que faz é que é permanente.

Quais são os 7 tipos de violência?

Resumo sobre os tipos de violência

A violência interpessoal se divide em doméstica ou comunitária, e pode ser classificada, de acordo com a natureza, em física, psicológica, sexual, moral, patrimonial e por negligência.

O que é Aristóteles defende?

Aristóteles – Filosofia. Segundo Aristóteles, a filosofia é essencialmente teorética: deve decifrar o enigma do universo, em face do qual a atitude inicial do espírito é o assombro do mistério. O seu problema fundamental é o problema do ser, não o problema da vida.

O que diz a teoria de Pierre Bourdieu?

Bourdieu sustenta que os agentes e instituições dominantes tendem a inculcar a cultura dominante, de modo a reproduzir o habitus, as desigualdades sociais nas maneiras de falar, de trabalhar, de julgar (Dubet, 1998:46).

Qual a ideia de Pierre Bourdieu?

Teoria de Pierre Bourdieu

Para Bourdieu, a estrutura social é um sistema hierárquico em que os diversos arranjos interdependentes de poder material e simbólico determinam a posição social ocupada por cada grupo.

O que o Hobbes defendia?

Grande defensor do absolutismo, Hobbes defende essa forma de governo utilizando argumentos lógicos e estritamente racionais (excluindo quaisquer preceitos ou argumentos religiosos). Sua teoria baseia-se na ideia de que é necessário um Estado Soberano para controlar a todos e manter a paz civil.

Qual era o pensamento de Locke?

O inglês fundou o empirismo, teoria que defende a experiência como única forma de conhecimento do mundo, e foi um dos principais filósofos contratualistas – que explicam que o surgimento do Estado ocorre a partir de acordos ou contratos sociais.

Similar Posts